Crítica sobre a Ethereum (ETH) – Crypto Coin Judge

História da Ethereum

O termo “Ethereum” foi usado por Vitalik Buterin num relatório publicado no final de 2013. Buterin era um programador envolvido na revista da Bitcoin. Para melhorar a Bitcoin, sugeriu que esta criptomoeda precisava de uma linguagem de script para o desenvolvimento de aplicações. Não tendo conseguido chegar a um acordo, propôs desenvolver uma nova plataforma baseada em blockchain.

No momento do anúncio público do projeto, em janeiro de 2014, a equipa principal de desenvolvimento do projeto Ether era constituída por Vitalik Buterin, Anthony Di Lorio, Mihai Alisie e Charles Hoskinson. O seu objetivo principal era desenvolver uma nova plataforma, com uma linguagem de script mais geral.

Ao abrigo da Ethereum Switzerland GmbH (EthSuisse), o desenvolvimento formal do projeto começou no início de 2014. A Fundação Ethereum (Stiftung Ethereum), uma organização sem fins lucrativos sedeada na Suíça, foi posteriormente criada para o desenvolvimento do projeto.

Durante os meses de julho/agosto de 2014, o desenvolvimento do projeto foi financiado através de uma venda a público na Internet. Desde o início do projeto, tem sido elogiado pela inovação técnica da Ethereum.

Análise completa da Ethereum

O que é a Ethereum?

É uma plataforma descentralizada que executa aplicações programadas, sem a possibilidade da interferência de terceiros, tempo de inatividade, censura ou fraude. Estas aplicações são conhecidas como contratos inteligentes e são executadas especificamente na blockchain personalizada. Trata-se de uma poderosa infraestrutura global partilhada, que pode representar o domínio de uma propriedade e alterar o valor da criptomoeda.

Os contratos inteligentes permitem que os programadores de aplicações movam fundos diferentes, de acordo com instruções apresentadas no passado, como um testamento. Os programadores podem usar os contratos inteligentes para armazenar registos de promessas ou dívidas. Tudo isto pode ser feito sem o risco de intervenção de uma contraparte ou um intermediário.

Ethereum

Inovações da Ethereum

A maior inovação da Ethereum é que funciona com contratos inteligentes Turing-completos, que são aplicações completamente dependentes de cenários de simulação para a execução dos termos específicos do acordo.

Os contratos inteligentes garantem que a cláusula correspondente contida no contrato seja cumprida quando a condição predeterminada for atendida. Os fatores Turing-completos permitem aos programadores uma nova expressividade na escrita destes códigos de desenvolvimento inovadores.

A blockchain Ethereum é uma tecnologia de razão distribuída usada para acompanhar todos os acordos e transações relacionados.

Os programadores podem usar contratos inteligentes que executam em público a blockchain Ethereum para criar um mercado e executar sistematicamente transações baseadas num acordo criado há muito tempo. Os contratos inteligentes podem ser usados para acompanhar as promessas feitas pelas contrapartes.

Conceção e emissão de criptomoedas usando contratos inteligentes

1 – Os programadores poderão criar moedas digitais negociáveis através de contratos inteligentes. Os tokens digitais criados por eles podem ser usados como uma moeda digital para a representação de ativos, uma prova de adesão e uma partilha virtual.

2 – A API da moeda-padrão é usada por moedas digitais, para que o contrato seja automaticamente compatível com qualquer carteira de criptomoedas.

3 – A moeda digital originada pelo uso de contratos inteligentes será também compatível com qualquer outro contrato. Além disso, o câmbio da criptomoeda será possível usando este padrão.

4 – A quantidade total de moedas em circulação pode ser configurada pelos programadores para um montante fixo simples ou flutuar com base em qualquer conjunto de regras programadas.

Com uma venda colaborativa não confiável, comece um projeto

1 – Os programadores podem criar um contrato que retenha o dinheiro, até que uma determinada data ou objetivo seja alcançado(a) usando a Ethereum.

2 – Os fundos serão lançados para os proprietários do projeto ou devolvidos com segurança aos contribuidores, dependendo do resultado. Os programadores podem até usar a moeda gerada anteriormente para acompanhar a distribuição de recompensas.

3 – Eles podem construir um financiamento colaborativo para fazerem uma pré-venda dos seus produtos. Podem desenvolver uma venda colaborativa para vender ações virtuais numa organização de blockchain. Além disso, a plataforma blockchain da Ethereum pode ser usada por programadores para o leilão de uma quantidade limitada de itens.

Ethereum_2

Crie uma organização autónoma democrática

1 – Uma organização virtual pode ser construída usando a tecnologia de bloco, cujos membros votam em diferentes assuntos.

2 – Com basena votação dos acionistas, os programadores podem criar uma associação transparente.

3 – Podem ainda construir o seu próprio país, com uma constituição inalterável e uma melhor democracia delegante.

Crie um novo tipo de aplicações descentralizadas

1 – Muitos projetos e aplicações excelentes já estão a ser criados com contratos inteligentes.

2 – Os negócios dos programadores serão aprimorados ao funcionarem numa rede de Ether criptograficamente segura, inviolável e descentralizada.

Como extrair as moedas ETH

Os mineiros precisam de um hardware potente (GUI), de software de mineração baseado no algoritmo de prova de trabalho (POW) e de se juntar a um grupo de mineração para iniciar a extração de éter.

Escolhendo o hardware de mineração certo

As GPU são um hardware de mineração que os mineiros precisam de instalar nos seus computadores. Ele pode adivinhar respostas a quebra-cabeças mais rapidamente, pois possui uma taxa de hash mais elevada. Os mineiros devem escolher as GPU mais lucrativas, com base na despesa inicial do cartão, no desempenho da taxa de hash e no consumo geral de energia do hardware.

É recomendada a criação de uma plataforma de mineração para os mineiros que desejem obter um grande número de moedas ETH através da mineração. O equipamento de mineração é composto de múltiplas GPU e leva uma semana a ser construído.

Ethereum_3

Instalação do software

1 – O próximo passo é instalar o software de mineração certo, depois de selecionar GPU potentes. Os mineiros principiantes precisam de instalar um cliente para se conetarem à rede.

2 – O software Geth pode ser instalado por programadores que estejam familiarizados com a linha de comando. Este potente software executa um nó Ethereum escrito na linguagem de script “go”.

3 – O nó pode “falar” com outros nós Ethereum, assim que o software esteja instalado. Este coneta os mineiros com a rede Ethereum. Apresenta uma interface para implementar efetivamente os seus próprios contratos inteligentes, usando a linha de comando, além de extrair as moedas ETH para os mineiros.

Testar

1 – Para experimentar contratos inteligentes ou aplicações descentralizadas, é possível que os mineiros “minerem” com êxito as moedas ETH na sua própria rede privada.

2 – É essencial entender que a mineração de Ether numa rede de teste não exige mineradores para instalar GUI potentes no seu sistema de computação.

3 – Os mineiros precisam de um computador pessoal com o geth ou qualquer outro potente software de cliente instalado. Extrair Ether falsificado não lhes será rentável.

Instale o Ethminer

1 – Os mineiros precisam de instalar o software de mineração, se desejarem extrair moedas ETH “reais”.

2 – Eles podem transferir o Ethminer, assim que tenham descarregado um cliente e o seu nó faça parte da rede.

3 – O nó dos mineiros desempenhará oficialmente um papel vital e importante na segurança da rede, assim que o Ethminer esteja instalado no seu sistema informático.

Juntar-se a um grupo de mineração

1 – A maioria dos mineiros não é capaz de extrair o Ether por conta própria.

2 – É por esse motivo que eles se “agrupam” com o seu poder computacional num “grupo de mineração”, para melhorar as possibilidades de resolver problemas matemáticos e computacionais complexos para obterem moedas ETH.

3 – Os lucros são divididos em proporção da potência computacional com que cada mineiro tiver contribuído para o processo.

4 – Os grupos de mineração poderão não estar por perto eternamente, e a potência (potência computacional) de cada grupo está em constante mudança.

Carteiras ETH

A ETH manteve durante a maior parte do tempo a segunda maior base de mercado, depois da Bitcoin. Muitos novos investidores estão a afluir para o Ether, o que conduziu a uma maior procura de carteiras ETH mais seguras por todo o mundo.

MyEtherWallet:Uma das carteiras mais populares usadas para o armazenamento desta moeda digital é a MyEtherWallet. É gratuita, orientada para o cliente e tem uma interface de código aberto para gerar a carteira Ethereum.

Mist (Desktop Wallet): Esta é a carteira oficial para o armazenamento de Ether. Demora algum tempo a iniciar, quando os credores instalam pela primeira vez esta carteira para ambiente de trabalho no seu computador. A carteira sincroniza sistematicamente com todos os nós Ethereum. Ela solicita aos livros públicos que definam uma palavra-passe, após a sincronização estar conetada. Suporta os sistemas operacionais Mac, Linux e Windows para o armazenamento e a negociação de moedas ETH.

Trezor (Hardware Wallet): Esta foi a primeira carteira de hardware, inventada para armazenar Bitcoin.Com a web interface da MyEtherWallet, também pode ser usada para o armazenamento de moedas Ether. A carteira de hardware é um dispositivo portátil que armazena moedas ETH offline, num chip eletrónico seguro. Só pode ser ativada por livros públicos, quando iniciam sessão com a respetiva palavra-passe.

MetaMask (Desktop Wallet): A carteira para ambiente de trabalho não só permite aos investidores armazenarem e enviarem moedas ETH, mas também fornece acesso a diferentes aplicações Ethereum descentralizadas. Os investidores podem alternar rapidamente entre a principal rede Ethereum e uma rede de teste, devido ao seu design intuitivo.

A carteira suporta extensões do Firefox e do Chrome. As chaves privadas são encriptadas por palavra-passe e devem ser armazenadas pelos investidores no seu sistema informático pessoal. Eles poderão exportar a chave a qualquer momento.

Ledger Nano S (Hardware Wallet): As moedas ETH são armazenadas offline no sistema do investidor. Esta carteira de hardware está disponível a um preço de USD65, o que a torna uma das carteiras de hardware mais baratas para o armazenamento seguro de moedas ETH.

Os investidores precisam de iniciar sessão usando a chave privada armazenada nos seus sistemas, se quiserem gastar as suas criptomoedas. Esta carteira vem com um pequeno ecrã OLED, que permite aos investidores controlarem as suas transações de modo eficiente. A segurança desta carteira é tão robusta que os investidores podem usá-la inclusive num sistema de computador pirateado.

Exodus (Desktop Wallet): É a primeira carteira para ambiente de trabalho multicriptomoedas do mundo. A carteira possui uma interface de utilizador atrativa e é fácil de usar. Quando os investidores abrirem a sua carteira Exodus, um gráfico circular exibirá todo o portefólio de criptomoedas. Esta é a primeira carteira a incorporar Shapeshift para negociação e a troca de criptomoedas diferentes, Decred, Stellar Lumens, TenX incluindo a Ethereum.

É conhecida entre os investidores pelos seus recursos, como uma recuperação de e-mail através de um clique e chaves de sementes para backup, com a finalidade de restaurar a carteira, o que garante a segurança dos fundos do investidor.

Ethereum_walletComprar moedas Ether

Um dos métodos mais comuns para a compra de moedas Ether é a partir de uma bolsa. As bolsas funcionam de modo semelhante ao de quando os investidores adquirem ativos tradicionais, como títulos ou ações. A Coinbase é considerada uma das bolsas mais diretas e confiáveis para novos investidores comprarem Ether.

Os investidores podem comprar ETH com o seu cartão de crédito ou débito. Além disso, as bolsas normalmente aceitam transferências bancárias para comprar um tipo diferente de criptomoeda, como a Bitcoin, a Ethereum ou a Litecoin. Se os investidores já tivessem outras criptomoedas na sua carteira, eles poderiam trocá-las por moedas ETH, sem taxas ou por uma taxa mínima.

Um dos equívocos mais comuns entre os novos investidores em criptomoedas é que acreditarem que precisam de comprar uma moeda ETH completa. Na verdade, os novos investidores podem adquirir apenas uma percentagem, como 0,25%, 0,50%, 0,75% ou qualquer outra proporção de ETH, em vez de adquirirem toda uma moeda Ether.

O valor de Bitcoin e Ethereum pode atingir o seu máximo histórico em 2018

1 – A ETH não é verdadeiramente uma moeda concorrente, embora seja frequentemente comparada à Bitcoin. O Ether é um meio de comprar serviços dentro da plataforma Ethereum, enquanto a Bitcoin é explicitamente uma forma digital de dinheiro e um sistema de pagamento.

2 – Em dezembro de 2017, o valor da Bitcoin atingiu um colossal valor de USD19,000 por moeda, antes de perder cerca de 25%. Muitos especialistas em criptomoedas acreditam que a Bitcoin superará os US$20.000 em 2018 e ficará por aí. Os especialistas também pensam que o valor da Bitcoin passará por um movimento maior do aquele, se ultrapassar a barreira dos USD$20,000 no primeiro trimestre de 2018.

3 – Da mesma forma, o valor da ETH terá um aumento consistente em 2018, na medida em que se espera que mais moedas digitais adotem a plataforma de blockchain da Ethereum, de acordo com alguns dos principais especialistas em criptomoedas.

4 – Estes também acreditam que o valor das moedas ETH facilmente duplicará ou triplicará, no ano de 2018.

5 – As moedas ETH são mais estáveis em termos do número de utilizadores envolvidos na rede, da capitalização de mercado e da sua estabilidade, em comparação com muitas outras criptomoedas Lisk, Ripple, Monacoin, Bitshares todo o mundo.

O futuro das moedas ETH

A ETH apresenta o potencial de substituir a Bitcoin, à medida que a sua rede cresce, embora a Bitcoin seja atualmente a criptomoeda número um no mundo. A monetarização comercial da máquina virtual Ethereum e os contratos inteligentes tornam-na uma mercadoria valiosa de investimento, à medida que cada vez mais moedas digitais ou ICOadotam e utilizam a blockchain da Ethereum.

O valor da ETH deverá crescer de forma constante ao longo do tempo. É oferecida a segurança adicional de contratos inteligentes, através da mineração em nuvem, enquanto os aspetos comerciais (Commercial Off-The-Shelf – COTS) do projeto serão significativamente reduzidos.

Estima-se que o projeto adote em breve um algoritmo de poder de escala (POS) para a mineração de ETH, o que poderá encorajar os investidores em pequena escala a investir mais nessa criptomoeda.

Uso proposto das moedas ETH

No futuro, o Ether pode ser usado para transferir dinheiro de forma segura para um Banco ou para enviar documentos importantes para a companhia de seguros. Hoje em dia, estes processos exigem várias etapas de autenticação e verificação.

O uso do Ether transforma o processo de autenticação e verificação num processo de etapa única, uma vez que a informação é desde logo incorruptível.

Apostas desportivas, abastecimento de eletricidade e preços, produtos da quinta para a mesa, Internet das coisas e finanças são algumas das utilizações propostas para as moedas ETH.

Resumindo as moedas ETH

Espera-se que a ETH se posicione como a segunda maior criptomoeda. Quando comparadas a outras criptomoedas, estas são mais estáveis em termos de número de utilizadores envolvidos na rede, da capitalização de mercado e da estabilidade. Até agora, o projeto tem vindo a alcançar os objetivos para os quais foi criado e planeia passar a sua plataforma de POW para POS.

Para manter a estabilidade da moeda digital, o grupo de desenvolvimento está a inserir um número estável de moedas ETH no mercado. Muitos especialistas em criptomoedas acreditam que o valor desta moeda ou plataforma digital, como poderemos chamar-lhe, continuará a crescer e talvez ultrapasse mesmo a Bitcoin, se tudo correr como previsto.

Be the first one to know about new Crypto Coins. Submit your information here!